Select Menu
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Hoje percebo que a cada dia que passa em vez de mais momentos de vida para se aprender eu vejo que na verdade é o contrário. A morte não é algo sólido e conclusivo, quer dizer... Conclusivo é mas não é efetivo, talvez não pra você, você não enxerga as coisas do mesmo ponto de vista que eu, eu que já estive do seu lado mas hoje não tenho vontade de continuar onde você está, já não me encaixo e não me sinto bem.
 As pessoas reclamam que se sentem incomodadas então essas mesmas pessoas tendem a não querer ficar mais incomodadas, já eu estou muito bem cômodo estando incomodado, parado e só  observando. Eu achei que não passaria por outra crise depressiva, pelo menos não tão cedo, mas eu fui inventar de visitar minha família em outro estado, todos queriam me ver e me trataram super bem, foi ótimo poder abraçar minha mãe e meus irmãos e fazer um agrado pra eles. Sei o que você deve estar pensando; “Como entrou em crise depressiva com isso?”, a resposta não está lá no estado onde minha família se encontra e sim no estado onde moro. Após passar intensos quatro dias com minha família que me recebeu de braços abertos foram na rodoviária me recepcionar, ao voltar para cidade onde moro e passei e passo a maior parte da minha vida, nada aconteceu, eu desci do ônibus na rodoviária e não havia ninguém, não havia ninguém no meu quartinho para dizer; “E aí como foi com sua família, senti sua falta”, isso é o pior. Se não fosse o taxi que peguei até em casa no qual o taxista era bem conversador e engraçado, até convidei ele para visitar a igreja que frequento, se não fosse o sorriso que esse taxista me fez dar minha semana teria sido horrível. Então se com um sorriso dado há um estranho me fez um pouco bem, imagina estar cercado por pessoas que realmente gostam de você?
 Sabe... O problema não é eu me sentir sozinho quando realmente estou sozinho pois isso é normal, o problema é eu estar rodiado de pessoas que são conhecidas e mesmo assim me sentir sozinho. A parte difícil foi dormir, era tudo o que eu queria, apenas dormir, pois aí eu acordaria e me arrumaria e iria ao trabalho e ocuparia minha cabeça. Estou escrevendo um dia antes do ano novo para 2015, eu sei que muitas pessoas vão estar na festa de virada da turma da igreja, a verdade é que não queria estar lá, mas sei que estarei, darei “risadas”, “sorrisos” e apertos de mão convencionais, mas na verdade eu não estarei ali em pensamento. Me vejo sempre perdido, espero um dia me encontrar antes que seja tarde demais, percebi essa semana que desde que voltei estou a falar sozinho em voz alta, espero ser compreendido um dia.


Vlw

Autor Pequeno

Esta é uma breve descrição no bloco de autor sobre o autor. Você edita-lo, no html
«
Proxima
Postagem mais recente
»
Anterior
Postagem mais antiga

Nenhum comentário